DESAS/SOSSEGADA/MENTE

images (3).jpeg

Eu não sei você, mas eu sempre acreditei que não somos nós que escolhemos os livros, são os livros que nos escolhem. E dizem que aquilo que você acredita torna-se realidade, cientificamente comprovado ou não, estou aqui, desassossegadamente ávida por escrever sobre um livro que eu sequer terminei de ler. Mas que, entretanto, me escolheu.

Talvez não seja exatamente sobre o livro em si, já que meia leitura não me torna apta a emitir uma reflexão baseada no todo. Talvez seja sobre o meu, o seu e o nosso desassossego, expressado na escrita magnífica de Pessoa sendo tão pessoa quanto eu. Quanto você. Quanto nós.

…no desalinho triste das minhas emoções confusas…”

Escreveu Fernando Pessoa, por meio de Bernardo Soares (semi-heterônimo do criador) nos fragmentos contidos no Livro do Desassossego. Pois bem, ainda que eu siga o avançar das páginas desse livro, a frase acima descrita acompanha-me a cada momento. Curioso ou não, é o meu momento.

Ao contrário dos muitos comentários que já ouvi sobre os meus textos expressarem todo meu alinhamento alegre de emoções seguras e precisas, eis-me aqui: “no desalinho triste das minhas emoções confusas”. Ora, sejamos honestos, quem está sempre alinhado, alegre, seguro e preciso com suas próprias emoções? Desconfio que poucos ou talvez ninguém. O sempre demanda muita coisa, muito tempo…

E vamos combinar, o que seria de nós se estivéssemos constantemente alinhados, felizes e seguros com as nossas emoções? Seres perfeitos e eternamente satisfeitos dentro das suas próprias perspectivas? Prontos e literalmente acabados?

Daqui, do alto do meu mais profundo desassossego, confesso:

Ler, refletir e escrever são as melhores formas que particularmente encontrei de voltar à minha linha mestra, ao meu eixo;

Estar alegre é o melhor jeito que eu descobri de aplicar a célebre frase: “se a vida te der um limão, faça uma limonada.”;

– Incentivar as emoções seguras é a melhor lição que eu ofereço a mim enquanto falo com você sobre nós;

É verdade…estou constante e eminentemente sujeita a andar fora da linha; tenho a intensa e a profunda capacidade de ficar triste tanto quanto de ficar alegre; o medo e a insegurança me rodeiam a todo instante, inclusive agora enquanto escrevo este texto, e tudo bem…

Não julgue um livro pela capa.” Não julgue uma pessoa pelo discurso. Não julgue…e se você conseguir me ensine. É assim que somos: perfeitamente imperfeitos, equilibradamente desequilibrados, sossegadamente desassosegados. E não por acaso, em todas as palavras antônimas estão contidas as suas raízes. Todo lado tem seu avesso, funciona assim para todo mundo…

PS: o desassossego não me permitiu esperar a data programada para postagem deste texto, que deveria ocorrer apenas dia 28, para comemorar, não por acaso (acredito que não existe), o meu vigésimo oitavo post.

PS²: Apreciem DesasSossegadaMente!

Priscila Lima

8 comentários sobre “DESAS/SOSSEGADA/MENTE

  1. A vida entre costuras disse:

    Como não tenho interesse nenhum em apenas expor meu EU alinhado, mas, sobretudo, externar meu (que não deixa de ser nosso) eterno desalinhamento, que urge, vezes em equilibrar-se, vezes em apenas SER… Digo, com as mãos recém lavadas (outrora sujas de cebola), que esse foi um dos melhores textos que já li. Este é o teu MELHOR texto. Pq nele há TUDO DE TI!
    Me reconheci em quase todas as linhas e me emocionei (literalmente) com cada palavra!
    Pri, nunca vou me cansar de pedir para que nunca nos abandone (teus leitores, tuas inspirações, nossos corações).

    Ps1: Eu coloquei Bach só para ler o que eu já sabia que seria incrível!

    Curtido por 1 pessoa

  2. AnaCPupim disse:

    Brilhante!
    O desassossego nos traz certas lembranças, para termos certeza da retidão, automaticamente pensamos em curvas e atalhos que as caminhadas pela floresta da vida nos proporcionam…
    Estar sossegado traz a lembrança da incerteza, oras é certa: medita na presença inconstante das correntezas das marés e ventos que sopram a vida!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s